13.5.10

Isso é Serendipity!

Serendipity ou Serendipite é um neologismo que se refere às descobertas afortunadas feitas, aparentemente, por acaso. 

Considerada uma forma especial de criatividade, a serendipity é descrita como um ato de perseverança, inteligência e senso de observação. Como já dizia o cientista francês Louis Pasteur “O acaso só favorece a mente preparada”. 

A palavra serendipity foi criada pelo escritor britânico Horace Walpole em 1754, a partir do conto infantil persa Os três príncipes de Serendip cuja história conta as aventuras de três príncipes do Ceilão (também chamado de Serendip), atual Sri Lanka, que viviam fazendo descobertas inesperadas graças à suas sagacidade e capacidade de observação.

Exemplos de serendipity:

Penicilina: Alexander Fleming saiu de férias se esquecendo de desinfetar algumas culturas de bactérias em seu laboratório; quando voltou encontrou-as mortas, contaminadas com fungos Penicillium e a partir dessa descoberta criou o antibiótico conhecido como penicilina. 

Teflon: Roy J. Plunkett estava tentando desenvolver um novo gás para refrigeração mas ao invés disso conseguiu uma substância lisa, impermeável e de baixa aderência que hoje conhecemos como teflon. 

Impressoras jato de tinta: um engenheiro da Canon acidentalmente tocou em uma caneta com um ferro de solda quente e notou que a tinta foi expulsa da ponta da caneta poucos momentos depois e daí se tirou a idéia da impressora jato de tinta. 

Vulcanização da borracha: Charles Goodyear deixou acidentalmente um pedaço de mistura de borracha com enxofre na chapa quente e isso se transformou na borracha vulcanizada (tem esse nome em homenagem ao deus do fogo Vulcano) que é usada hoje na fabricação de pneus, solas de sapato, mangueiras, etc. 

Sucrilhos: quando os irmãos Kelloggs encontraram o trigo cozido que haviam esquecido na panela desde o dia anterior e tentaram rolar a massa, obtiveram um material esquisito que acabou se tornando os famosos cereais matinais. 

Forno de microondas: enquanto testava um magnétron para aparelhos de radar, Percy Spencer notou que uma barra de doce de amendoim que estava em seu bolso havia derretido quando foi exposta a ondas de radar e a partir disso criou o forno de microondas. 

Post-It Notes: na faculdade, Arthur Fry participou de um seminário da 3M sobre um novo tipo de adesivo de baixa aderência e querendo fixar melhor seus marca-paginas em seu hinário da igreja, inventou os famosos bloquinhos de papel adesivo Post-It. 

Cookies gota de chocolate: quando Ruth Wakefield ficou sem chocolate suficiente para fazer cookies, ela improvisou quebrando uma barra de chocolate e colocando os pedaços na mistura dos biscoitos; esse biscoito improvisado acabou se tornando o nosso bom e velho cookie gota de chocolate.

Um comentário:

Culpada! Como qualquer mortal... disse...

eu adoroo essa palavra!

tenho um livrinho sobre ela :D

beijooos