24.7.10

New Who

É engraçado como muda a série, o livro ou a banda mas o fandom continua sempre o mesmo com a turma dos radicais que só aceitam no grupo quem sabe tanto ou mais que eles, os metidos a esperto que dizem gostar mais das versões antigas ou dos personagens/musicas que poucos gostam pra parecer mais espertos qua a maioria, as tietes que gostam mais do cara bonitão do que da série ou da banda em si e os coitados que ficam no meio de tudo isso. Era assim quando eu tava no fandom de Smallville/Superman, era assim com o fandom de Lost e é assim com o fandom de Doctor Who. Participar de um fandom é um eterno deja ju *lol* e como sempre eu me pergunto why can't we be friends? ou melhor, porque um tem que ser melhor que o outro? 

Por um lado eu entendo e apoio o lado fangirl de ser shipper e gostar mais da parte dramatica/psicologica das histórias mas por outro lado concordo com os fanboys que reclamam das garotas que só sabem dizer "aw, não tem ninguem no mundo melhor que o fulano".  Por isso aqui tá um pequeno resumo de como, eu pelo menos, vejo cada um dos new Doctors e porque adoro todos os 3 ;)

Ninth (Christopher Eccleston)

"Fantastic!" - trailer da S1

A pose e a jaqueta de couro já entregam que ele era o Doctor mais durão, anti-herói no sentido classico da palavra. 

Recem saido da Time War e unico sobrevivente de sua raça, os Time Lords, Nine era o mais fechado dos Doctors. Era "the oncoming storm", a tempestade a caminho. Não dava segundas chances, resolvia as coisas de modo rapido e certeiro e não gostava de falar muito sobre si mesmo.    

É impossivel não gostar de um personagem assim, ainda mais quando ele é o protagonista da história. Esse Doctor sarcastico, encantador e ainda assim triste pela perda de seu povo era o que Doctor Who precisava pra ser relançada como uma série nova e antiga ao mesmo tempo, precisava de um ator carismatico como Chris e um personagem forte nos moldes do nosso século 21 para agradar os novos possiveis fãs ao mesmo tempo que garantia a satisfação dos antigos fãs acostumados com as versões mais lights dos anos 60, 70 e 80.

Tenth (David Tennant)

"Allons-y!" - trailer da S2

Terno listrado e All Star. Já dá pra perceber que esse cara é daqueles que não para quieto, fala rapido e faz piadas o tempo todo.

Ten era "the lonely God", o mais humano de todos os Doctors, velhos e novos, era o mais piedoso e averso a violencia.  

Divertido, sempre otimista e maravilhado com as coisas que encontrava em seu caminho, Ten era o que mais compreendia e amava as complexidades da nossa raça humana.    

David foi o cara certo na hora certa. A série tinha feito sucesso na 1ª temporada mas precisava de um ator novo que fosse tão bom e carismatico quanto o anterior, que tivesse uma certa quimica com o elenco já pronto da temporada anterior e que desse um novo ar à série sem que ela deixasse de ser a mesma. Então o produtor Russell T. Davies se lembrou do cara com quem trabalhou na minissérie Casanova e assim David veio parar em Doctor Who. Além dos pré-requisitos citados acima (com destaque pra quimica com a Billie Piper) David era fã assumido da série o que resultou num daqueles raros casos onde o clima bom e entusiasmado do set consegue ser passado pra tela e sentido pelo publico. 

Eleventh (Matt Smith)

"Bowties are cool." - trailer da S5 

Pela discordancia do visual com a idade fica claro que esse é um dos Doctors mais excentricos.

Calmo e de fala mansa, Eleven é o "raggedy Doctor", o Doutor Maltrapilho que a pequena Amy encontra no quintal de sua casa recem regenerado e com sua TARDIS parcialmente destruida graças a um pouso forçado. 

Enquanto Ten era o mais humano, Eleven é o mais alien dos Doctors. Ele demora pra entender algumas peculiaridades humanas e não se importa nem um pouco em demonstrar suas manias e esquisitices, incluindo o gosto por gravatas-borboleta.

Matt tem tudo a ver com esse novo novo Doctor Who que tem um pouco mais de suspense que as temporadas anteriores e um visual mais moderno, incluindo efeitos especiais e até o interior da TARDIS. Algumas pessoas ainda choram a saida de David mas eu acredito que ele fez a coisa certa ao sair no final da 4ª Temporada pois com a saida de Russell T. Davies da produção a série passou por uma grande reformulação que talvez (eu acho q *com certeza*) não combinaria com o Doctor dele, então nada mais justo do que ceder o lugar pra um novo ator e novo Doctor. Matt começou agora mas já deixou sua marca, agora é esperar pra vê-lo novamente com Amy e Rory na 6ª temporada. 

É claro que a gente sempre tem o nosso predileto mas nem por isso precisamos detestar os outros. A idéia e a graça de Doctor Who é conhecer e admirar as 1.001, ou nesse caso, 11 facetas de uma mesma pessoa. O meu predileto é o Tenth por pura identificação com a fase dele, as historias e etc, mas também amo o Ninth e o Eleventh, não consigo ver os 3 separados pois afinal de contas não é pra vê-los separados já que são o mesmo cara ;)

Videos com os 9th, 10th e 11th:

-> It's the End of the World 

-> Blame it on the Doctor

   

Nenhum comentário: