5.2.07

Lost Magazine

Acabou de sair a ultima Lost Magazine, e ela está recheada de Skate! Yea-ha! Mas o melhor mesmo são as declarações de Evi, Josh e Lizzie (ê, já tô intima da Elizabeth Mitchell *lol*)


Não apenas Kate e Sawyer estão livres, o amor entre eles também esta. Com a volta da terceira temporada, Evangeline Lilly e Josh Holloway falam exclusivamente sobre seu intenso período na estação Hydra, e sobre a direção na qual Lost esta indo.

Desde o momento que eles se viram pela primeira vez nos destroços do vôo 815, foi aumentando lentamente uma paixão entre Kate Austen e James "Sawyer" Ford.

Ambos almas danificadas com passados sombrios, eles são intensamente independentes, mesmo em seu novo lar selvagem na floresta. Apesar de estarem presos no meio do pacifico, eles seguram rapidamente a suas armaduras pessoais, mantendo distancia daqueles que tentam se aproximar. Porem, suas cercas metafóricas não se aplicam um ao outro, ao que se conectaram em uma dança ardente, testando as zonas de conforto um do outro e revelando pequenos incrementos de quem realmente são. Seja num beijo sexy próximo a uma arvore, ou no apelido que Sawyer deu a Kate, "Freckles", esse par de almas ligadas está cativando um ao outro e o publico de Lost desde que a serie começou.

Enquanto podem existir muitos fãs que esperavam que Jack e Kate finalmente admitissem seus sentimentos um pelo outro, essa não foi a historia desenvolvida no primeiro terço da terceira temporada. Enquanto os 3 estavam presos pelos Outros, foram Kate e Sawyer - em jaulas opostas - que ficaram mais unidos enquanto faziam trabalho pesado, e a morte iminente pairava sobre eles. Apavorados um pelo outro, e emocionalmente e fisicamente quebrados, o par finalmente sucumbiu aos seus sentimentos e cederam a paixão mutua. Foi muito tempo de espera para os atores Evangeline Lilly e Josh Holloway. A dupla tem trabalhado junta por 2 anos e meio, amadurecendo em suas profissões enquanto desenvolvem seus personagens juntos.

A terceira temporada já ofereceu a Lilly e Holloway muitas surpresas e desafios. Tendo sido deixados sem certeza de onde essa temporada os levaria no fim da segunda, Lilly diz que ficou muito aliviada quando voltou a trabalhar. "Quando eu comecei a ler os scripts, eu fiquei muito, muito feliz porque eu tinha dito a Lost Magazine entre a primeira e a segunda temporada que eu queria ver um lado mais forte de Kate, e isso não aconteceu. Mas essa temporada aconteceu, e foi exatamente como eu queria que fosse." Para Holloway, o sofrimento de Sawyer fez com que tivesse um deja vu. "Se você reparar, houve similaridades entre como Sawyer estava emocionalmente no inicio da segunda temporada e como ele esta emocionalmente na abertura da terceira," Josh explica. "Sawyer, Michael e Jin achavam que tinham sido capturados pelos Outros, antes de descobrirem que Eko, Ana Lucia e o resto do grupo também estavam no avião. Na abertura da terceira temporada, Jack, Kate e Sawyer são capturados pelos Outros de verdade. Já que terminamos a segunda temporada com um cliffhanger dos 3 sendo capturados, eu não estava tão surpreso quando animado quando descobri que estávamos no acampamento dos Outros. Eu acho que os escritores fizeram um ótimo trabalho em como apresentaram os Outros. Haviam tantas perguntas sobre eles, e começar a descobrir algumas resposta é muito excitante."

A historia do cativeiro também permitiu aos atores explorar o problema mais profundo que assombra ambos, Kate e Sawyer - o medo de expor seu lado vulnerável ao mundo. Ao invés de deixar implícitos seus problemas, como mostrando em flashbacks, as jaulas permitiram aos escritores e atores pular de cabeça nessa batalha emocional. "No primeiro episodio Kate foi separada dos garotos, e foi deixada por si só", Lilly explica sobre sua cena em A Tale Of Two Cities. "Olhar bem nos olhos, e encarar o que podemos chamar de 'mostro assustador'. Ben é representado de um modo apavorante - ate para homens maiores que ele e mais imponentes fisicamente. Ben tem uma presença psicológica tão grande, então eu queria muito interpretar aqueles momentos em que ela estava obviamente assustada e vulnerável. Porem, apresar da fraqueza e do medo, ela foi capaz de o encarar como igual. Eu acho que foi um momento que definiu como ela seria e como se comportaria nos próximos episódios, ate que os vemos nas jaulas. Eu acho que [os escritores] escreveram Kate de um modo muito bonito. Ela esta cada vez mais vulnerável, e se revelando mais, mas recuperou as forcas. Eu acho que isso é cura, quando você não tem que se tornar fraco, mas esta disposto a ficar vulnerável."

Surpreendentemente, uma das ferramentas usadas para liberar as camadas emocionais de Kate foi a colocar em um vestido pregueado. Lilly ri e diz "É engraçado, porque eles têm tentado colocar Kate em um vestido ha muito tempo. Eu tenho lutado contra isso, pois sou a 'defensora da personagem'. Ela é minha responsabilidade e eu dizia, 'Eu não vejo sentido em Kate escolher usar um vestido'. Ainda assim os produtores tentavam fazer ela usar um nos flashbacks. Finalmente eles encontraram um modo que, criativamente, pela primeira vez fazia sentido completo colocar Kate em um vestido, e eu não tive nada do que reclamar. Foi 'Ok, faz sentido, e seria um modo interessante de a fazer ficar vulnerável', eu achei hilário quando eles conseguiram uma maneira criativa integral de a colocar em um vestido!" E o vestido fez o esperado, não só com Kate, mas com Lilly também. "Me deixou confusa no começo. Eu estava fora do meu padrão. Ate andar pelo set com toda a produção - que esta acostumada a me ver fazer a Kate de forma tão ágil - andar pelo set de vestido me deixou insegura. Eu passei pelo mesmo que Kate passou. Eu tinha que manter minha performance e a personagem não importa o que ela estava vestindo. Eu também tive que superar e não me sentir insegura ou desconfortável, e fazer meu trabalho."

De acordo com Lilly, ela também sentiu que os escritores acertaram com as metáforas das jaulas. "Quando a temporada começou, eu liguei para Damon e disse, 'Vocês são brilhantes! Vocês pegaram Kate e Sawyer e os colocaram em seu pior pesadelo. Mais do que tudo no mundo, eles tem medo de ficar enjaulados. Eles passaram a vida evitando isso. No flashback de Josh você vê que Sawyer já foi preso. Nós não sabemos ainda se [Kate] já foi presa e fugiu, mas ela dedicou a vida a evitar ser presa, e agora ela esta enjaulada."

Nos primeiros 6 episódios da terceira temporada, o par luta contra as circunstancias, e eventualmente aceitam onde estão e o que farao pra proteger um ao outro. Com esse entendimento mutuo do que eles significam um para o outro, o palco foi armado para o momento pelo qual muitos fãs estavam esperando - Kate e Sawyer finalmente fazendo amor. Holloway admite que estava esperando por esse momento por séculos. Ecoando os sentimentos dos fãs, ele diz, "O triangulo entre Jack, Kate e Sawyer estava presente por um bom tempo. Naturalmente, depois de uma certa quantidade de tempo investida, se torna necessário para o publico ver uma resolução." Para Lilly, ela diz que foi um momento se sentiu merecido. "Por estarem presos juntos, de um modo, eles foram forcados a intimidade. Isso tem um efeito no ser humano, encarar seu pior pesadelo tem um efeito em você, que te deixa inquieta, insegura e exposta. Eu senti que essa foi uma parte do que fez Kate se sentir vulnerável o suficiente para chorar por amar um homem e oferecer a ele seu beijo, ao invés de deixar que ele a beijasse. Eu acho que por ela estar tão vulnerável, quando Sawyer diz 'Eu estava tentando te dar esperança,' a idéia de que no meio de todo esse inferno ele estava tentando proteger Kate, a quebrou. A abriu para oferecer a ele um pouquinho de amor, seu beijo. Mesmo depois de ela ter feito isso, ele pergunta,'Por que isso?' e ela diz, 'Eu não sei,' quando ela sabe claramente. Obviamente a resposta verdadeira é, 'Eu te amo, e eu não sei como dizer isso porque eu estou com medo de dizer.' Eles são tão parecidos que quando ela diz isso, ele ouve, "Eu te amo", e a beija de volta. Eu acho que os escritores fizeram isso de uma forma linda, porque foi real e adulto."

Enquanto muitos fãs esperavam o sexo, a troca da palavra "amor" entre os dois, foi mais surpreendente que o ato em si. "A realidade de quando você diz 'Eu te amo' pra alguém, na minha experiência, nunca é grandioso. Você esperou tanto pra dizer, que na hora que sai, eh a coisa mais obvia do mundo." Mas as palavras vindas da boca de Sawyer, com ele sendo honesto, ainda foi um grande momento. Holloway concorda. "Foi difícil. Como nós sabemos, 'Eu te amo" não é algo que alguém como Sawyer diria para alguém. Mas coisas diferentes e situações diferentes afetam as pessoas de modo significativo às vezes. Como quando você sai vivo de um acidente de carro terrível. O que você faz? Você liga pra sua mulher, marido, família, amigos, seja lá quem for, pra deixar eles saberem o quando você se importa com eles e que você esta bem. é a natureza humana. Nesse caso especifico, Sawyer sobreviveu uma queda de avião, ficou preso numa ilha misteriosa passando por experiências que nem mesmo nos seus dias de fora da lei, ele imaginou que passaria. O tipo de experiência 'fora desse mundo' traz sentimentos diferentes em qualquer ser humano. Essa cena [de amor] é um grande exemplo disso."

Apos meses gravando cenas quase que exclusivamente um com o outro, Lilly e Holloway passaram algumas de suas cenas mais consistentes e emocionais lado a lado. "A analogia da panela de pressão é ótima, porque nós estivemos em uma," Lilly comenta. "Essa serie sempre imita a realidade, e a realidade sempre imita a serie. Josh e eu trabalhamos muito juntos nas 2 primeiras temporadas, mas nem sempre. Pode ter uma cena com Sawyer e Kate, e Jack interrompe, ou Kate defende Charlie de Sawyer, mas nós geralmente interagindo com o resto do grupo também. essa foi a primeira vez que Josh e eu não sabíamos como a historia ou a dinâmica seria. Nós fomos jogados numa situação onde quase toda cena é só Josh e eu. As cenas que envolveram outras pessoas eram pessoas novas. Esses são atores novos, com quem estamos trabalhando pela primeira vez, então [no começo] eles são completamente estranhos. Josh e eu éramos os únicos rostos conhecidos que víamos no set. Houve um elemento que forçou Kate e Sawyer a ficarem mais próximos, porque eles eram tudo que o outro tinha. Do mesmo modo Josh e eu tivemos que confiar um no outro e desafiar um ao outro, porque nós somos completamente dependentes um do outro. Eu acho que quando nos estamos gravando as cenas isso passa pros personagens."

A primeira parte da temporada revelou mais do passado problemático de Kate no episodio I Do. Kate esteve apaixonada e se casou no passado, mas graças a seu passado, ela teve que fugir de novo da vida da qual ela quer se proteger. Lilly diz que foi um lado de Kate importante de se descobrir. "O que eu vi foi que ela se apaixonou o suficiente pra casar com um homem, o que pra Kate é algo enorme! O nível e profundidade do amor de Kate por esse homem deve ter sido muito profundo, porque ela se substituiu por outra pessoa e criou uma outra versão de si mesma para amá-lo de volta. Foi um grande sacrifício. O que eu achei que representou mais do que tudo é o fato que ela nunca pode amar alguém sendo ela mesma - ela sempre teve que se substituir quem ela realmente é pra encontrar amor."

Essa revelação do medo psicológico de Kate, preparou o palco para um dos momentos preferidos de Kate essa temporada ate agora. "Eu acho um momento definitivo quando ela volta para a jaula. Disse tanto sobre ela. Havia tanta coisa ali: sexo, amor, ódio, vulnerabilidade, e um isolamento. Tantas coisas que não fazem sentido, e ainda assim, fazem sentido perfeitamente, umas em oposição a outra, que eu acho que essa é uma representação incrível de quem ela é e de como ela esta dividida por dentro. Parece que ela nunca pode se acomodar com um dos dois [Sawyer ou Jack]. As ações dela nos chocam porque você nunca sabe o que esperar dela, qual lado dela vai se mostrar, ou qual combinação desses lados vai criar uma ação imprevisível por parte dela."

Mas onde isso deixa Kate e Sawyer? Holloway ri. "Ta brincando? Depois de tanto tempo comendo biscoito de peixe e estando enjaulado pelos Outros? Eu acho que ele precisa relaxar, tomar uns cocktails e se socializar na praia. Mas não vamos esquecer que estamos em Lost. E temos escritores aventureiros e brilhantes. Quem sabe pra onde eles vão nos levar agora?"

Tradução: Clarisse Aniston


"Eu vi Kate e Sawyer ficando juntos. Como fã deles antes de entrar para o show, eu estava 'Yea-ha!', acho que eles são lindamente interpretados. Como se pode não gostar? Eu achei que ficarem juntos é maravilhoso! Agora vamos ver o que acontece." - Elizabeth Mitchell

Scans:

page 36
page 37
page 38
page 39
page 40
page 41

Lizzie sobre Jacket

script de I Do, cena do walkie-talkie #1
script de I Do, cena do walkie-talkie #2


Capa da proxima edição - LOVE ISLAND:

Um comentário:

2158256 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.