18.5.07

Pequeno desabafo...

ouvindo: Up - Shania Twain [ http://z28.zupload.com/download.php?file=getfile&filepath=59046 ] =)

Só uma vez na vida eu entrei tão de cabeça em um seriado como tô hj c/ Lost. O seriado em questão, Roswell, só teve 3 temporadas, qse foi cancelado 2 vezes (sobreviveu pq os fãs fizeram campanhas -a mais conhecida é a dos vidrinhos de molho de pimenta Tabasco- q são copiadas até hj, como por exemplo a dos mini-skates), mataram um dos meu personagens prediletos, qse transformaram meu ship em só sexo (qq semelhança c/ Lost é mera coincidencia *lol* ) mas sabem o q foi pior? Foi no dia em q acabou. Nesse dia eu chorei feito um bebê e não tenho vergonha nenhuma em admitir.

Chorei pq fiz um balanço de tudo q tinha passado c/ o seriado, os perrengues das ameaças de cancelamento, os personagens q eu gostava e q mudaram demais no decorrer da série, quem morreu, quem sumiu, quem ficou, as bagunças no FanForum, a dedicação dos atores em estarem mais em contato c/ os fãs (mais ou menos como hj funciona o Fusilage), o mundo novo q descobri como fanfics e shippers, os amigos q fiz e até mesmo coisas tecnicas como aprender a distinguir um ator bom de um ator ruim.

No fim das contas todas as dores de cabeça c/ spoilers ou mudanças de personagens e etc não tiveram significado algum comparado às coisas boas q aconteceram.

Na verdade venho me lembrando mto de Roswell ultimamente desde q soltaram a noticia dos hiatos de 9 meses e todo mundo começou a reclamar. Eu fiquei foi feliz pq ao menos sei qdo vai acabar Lost, não vou ser pêga de surpresa como foi c/ Roswell. Acreditem, vc começar o ano vendo um seriado já tendo medo de q a qq momento ele pare de passar é horrivel! Esperar 9 meses por um episódio novo é fichinha comparado a isso!

Sobre as Skaters que andam reclamando de Skate ter virado só sexo, eu digo q é melhor ser "só sexo" mas ter cenas deles juntos do q terem insinuações de q é só sexo mas vc nem ao menos ver as cenas de sexo em questão e qdo tentar reclamar os produtores separam o seu ship na metade da ultima temporada e só os junta novamente no fim do ultimo episódio do seriado.
O melhor q temos a fazer para o bem da nossa sanidade mental é aprecias o q estamos tendo no momento pq no final as coisas boas vão pesar mto mais do q as coisas ruins das quais ainda vamos dar risadas num futuro não tão distante ;D

3 comentários:

Anônimo disse...

Nossa Leanna, adoro tudo que tu escreve...
Primeiro, gostei do nome novo do blog, mas eu estava tão acostumada com Honestly-ok, que vou levar um tempo até me acostumar com esse...hehehehe
E adorei o texto...
Tbém sou adepta dessa filosofia que tu descreveu...melhor ter cenas de sexo do que não ter nada...
E que venha o season finale...

E mais uma vez, parabéns pelo blog...
Bjossssss
Ari!!!

Mary disse...

Primeiro, lindas mudanças no blog, seu cantinho fica mais lindo a cada vez q venho aqui..

Ainda não digeri completamente todos os últimos acontecimentos e prefiro seguir assim, se parar pra analisar tudo provavelmente vou me irritar D++, prefiro mesmo as boas cenas, de sexo ou não, que skate tem do que apenas um "final feliz"..

Bjos..

cristianepf disse...

Musiquinha animada ^^

Leanna, obrigada pelas palavras de conforto. É que na verdade eu não esperei 2 anos para ver eles juntos, esperei um só.

Comecei a ver lost em fevereiro do ano passado e vi tudo aglomerado. Se via um coisa que me desagradava, eu já tinha baixado o próximo episódio onde as coisas melhoravam. Ou seja, eu não precisava esperar muito tempo, era muita informação pra digerir e nenhum spoiler.

Agora o problema é o contrário, muito spoiler e muita espera.

Mas estamos ai, tentando nos adaptar e não nos afetar tanto com uma coisa que nos pegou tão de jeito. Em alguns momentos, temos que desabafar mesmo, não tem jeito.

Mas esses últimos acontecimentos pra mim serviram pra mostrar o quanto nosso grupo está envolvido, tanto com o shipper quanto entre si. A infelicidade ou felicidade do grupo sempre é compartilhada. Contagia. E a única coisa que temos mesmo onde nos apoiar é em nos outros.

Como a Evi falou, é com se a gente vivesse em outro mundo, mas o bom disso é que entre nós, nos entendemos.

*Luv ya, bitches.*